Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Janeiro, 2005

Robôs

Da mesma equipa que criou o filme de animação A Idade do Gelo (Ice Age, 2002), estreia em Portugal a 17 de Março o novo Robôs (Robots, 2005).

Na versão original com vozes de Ewan McGregor, Halle Berry, Mel Brooks e Robin Williams, esta nova longa-metragem, que conta a história de um robô inventor que deseja tornar o mundo num lugar melhor, promete ser mais um sucesso. No site oficial poderão encontrar o trailer.

Advertisement

Read Full Post »

Prossegue, com este terceiro volume, a publicação de O Alquimista de Neutrónio (The Neutronium Alchemist, 1997), a segunda parte da célebre trilogia de Peter F. Hamilton, Ao Cair da Noite, cuja parte inicial foi já lançada nesta mesma colecção, com o título A Disfunção da Realidade (vols. 8, 9, 10 e 11).

Esta segunda parte está centrada na figura da Dra. Alkad Mzu, a criadora de uma arma terrível capaz de destruir estrelas inteiras, arma essa que naturalmente inquieta os cidadãos da sociedade futura de alta tecnologia em que a história se desenrola. A Dra. Mzu está envolvida num combate de morte contra o povo que destruiu o seu planeta natal. Um combate em que ela dá mostras de possuir uma vontade de ferro e também uma enorme crueldade. Mas há um momento em que esse seu objectivo tem de esperar perante ameaças mais imediatas: a chegada dos mortos-vivos que vieram do infernal Além para tentar vencer e dominar os vivos. Ambos os lados desta contenda desejam o seu apoio: os mortos-vivos querem obter a arma a todo o custo; os vivos pretendem mantê-la longe das mãos dos primeiros. Peter F. Hamilton pertence a uma nova geração de escritores que experimentaram misturar o universo da ficção científica com elementos narrativos provenientes da literatura fantástica e de terror.

Editora Livros do Brasil, Colecção Argonauta nº 21, ISBN: 9723827220, pvp: 16 euros.

Read Full Post »

A Conferência Eaton, um evento académico sobre Ficção Científica e Fantasia, organizado anualmente pela Universidade da Califórnia, Riverside, publicou o seu call for papers. Este ano terá lugar no recém-inaugurado Science Fiction Museum, em Seattle, EUA, de 3 a 7 de Maio.

CALL FOR PAPERS THE 21ST EATON CONFERENCE THE SCIENCE FICTION MUSEUM, SEATTLE MAY 5-7, 2005

INVENTING THE 21ST CENTURY: Many Worlds, Many Histories

Science fiction emerged in the 20th century as the literary, artistic and cinematic genre that dealt with scientific and technological advances and their relation to human institutions and aspirations. It shaped the way we see and do things, the way we dreamt of things to come. But what will be its role in the 21st century? What does a look at the SF of the last decade and events leading to it, tell us about future directions and metamorphoses of SF? In a century where the themes and icons of SF have moved from literary origins to manifestations in all areas of society and culture, what might be the future forms of SF? In other words, to paraphrase Gauguin, where is it coming from, what is it today, where is it going?

The conference invites informed papers on development in SF over the last century.., both the scientific and cultural developments that have been shaping SF, and in the opposite sense, the developments in SF that have been shaping science and, more broadly, culture. Scientific areas of comparison and speculation in which discussions are most sought are as follows: medicine, biology, nanotechnology, social engineering, information science, virtual reality, space travel and terraforming, ecology and population biology, linguistics and alien communication. One key question, regardless of scientific field of speculation, is the continued role of print SF (novels and stories) in all media, including all the new multi-media and interactive forms of SF that have arisen, or may arise in the future, and how, in reverse fashion, these transformations of SF have led to reshaping of the conventional forms of narrative in recent SF novels and stories?

The conference will have four sections, organized around the following areas of investigation.

The Astounding Age: The Past, Present and Future of Hard SF

Under consideration here is the legacy of Astounding Stories, and the way in which Astounding Stories altered the course of SF in its 75 years of existence. Also under consideration will be how Astounding Stories influenced our scientific investigations and discoveries, if at all.

From Analog to Digital and Sometimes Back Again: The SF World and Its Tomorrows

This section deals with film, television, toys, video games, architecture, product design and other manifestations of SF seen not merely as a type of writing but as a worldview. What have been the relations between non-literary forms and classical written SF? How are the new forms of SF, multimedia or otherwise, likely to influence the writing of SF?

Remembrance of Things To Come: Future Histories and Alternate Histories

Examined here is the rise of future and alternate history as an SF thought experiment, and the analysis of such experiments in present and future social and cultural contexts. What purposes have future and alternate histories served? What purpose can they serve? What can be learned from them?

The Frankenstein Century: The Age of Biology

Under consideration is the oft-expressed idea that the science of the new century is that of biology. Under consideration will be questions of reproduction, life extension and immortality, augmentation, and guided evolution. How will the stories of SF be influenced by the dramatic changes in actual science?

We encourage potential speakers to submit an abstract of their talk in a chosen session by March 1, 2005, in order to obtain feedback on the appropriateness of their presentation. While full papers are encouraged, oral presentations, even with added video, are acceptable. Please feel free to contact either Profs. Heath or Slusser with any questions.

Finished presentations should be delivered as 20-25 minutes papers (corresponding to 9-12 typewritten pages). We hope to have the best papers published in book form, as has been done in past Eaton Conferences. Presentation selection and a complete program will be announced March 28, 2005. All correspondence should be sent to Eaton Collection, Rivera Library, UC Riverside, Riverside CA 92517.

Conference Coordinators: Greg Bear (SF Museum); Robert Heath (UCR); Leslie Howle (SF Museum); and George Slusser (UCR).

Read Full Post »

Ocorrido durante o ano passado, o 1º Encontro Literário de Fantasia e Ficção Científica foi uma oportunidade de reunir no mesmo evento escritores, fãs, editores, críticos e académicos. Nessa altura, ficou a promessa de reunir em Acta o maior número possível de textos das comunicações apresentadas durante a semana do evento.

Apresenta-se agora a Acta do Encontro, um ficheiro pdf com 140 páginas (1.728 KB); em ante-estreia neste site para assinalar o facto do 2º Encontro estar a ser organizado em colaboração com a Épica.

Read Full Post »

Susanna Clarke

Read Full Post »

A Fénix Exultante

John C. Wright
A Fénix Exultante

Read Full Post »

Penso que seria interessante se algum dia alguém decidisse elaborar uma curta dissertação sobre as consequências dos filmes de Peter Jackson na literatura fantástica. É inegável que trouxe um género relativamente marginalizado às luzes da ribalta, e o que aparentava ser apenas uma moda passageira, ameaça tornar-se num caso de “Viemos para ficar”.

Mas ainda que autores clássicos e consagrados vejam o seu mérito finalmente reconhecido (muito graças a adaptações cinematográficas), o que temos mais assistido nos últimos anos é à publicação por parte das grandes editoras dos auto-intitulados herdeiros de Tolkien. Não há capa ou contra-capa de livro que se preze, e que se inclua na chamada fantasia, que não mencione o autor em questão como um herdeiro do criador da Terra Média. O mais curioso é que, regra geral, o tal autor pertence à faixa etária dos 15 a 20 anos. Nem Portugal foi alheio a este fenómeno na pessoa de Filipe Faria, que anunciou já a publicação do seu 4º volume das Crónicas de Allaryia , uma série de 7, por altura da Feira do Livro de Lisboa. Se bem me recordo, o autor ainda não tinha completado 20 anos quando arrecadou o prémio Branquinho da Fonseca.

Mais recentemente, temos o exemplo de Christopher Paolini com o seu best-seller Eragon. Podíamos entrar em discussões acerca da qualidade e contribuição destas sagas (parece que não é de “bom tom” escrever apenas 1 livro) para o género fantástico, e penso que posso afirmar com alguma segurança que a contribuição foi nula em termos puramente literários. Mas em termos comerciais? Não terá sido benéfico todo este protagonismo que de súbito foi dado à fantasia e ficção científica, na medida em que chamou o interesse e a atenção para outros autores que, caso contrário, se teriam limitado a pequenos círculos de fans fechados? E que dizer do interesse pela leitura que estes novos autores têm estimulado nos mais jovens?

Aqui os puristas argumentarão que a qualidade está a ser sacrificada a favor de quantidade ou falta de inovação. Há outros autores e outras obras que compense mais ler do que Paolinis? Claro que sim. Mas a questão é conseguirão descartar eles o rótulo de outsiders e conquistar um lugar, por direito próprio, nos gostos do público? Temos observado isso ultimamente. Graças a Potter e Tolkien (longe de mim colocá-los ao mesmo nível), e falo do caso português, viu-se uma crescente aposta editorial em autores que jamais viram com dignidade a luz do dia portuguesa. Basta citar o exemplo da bem- sucedida colecção Via Láctea da Editorial Presença ou até mesmo da Saga de Elric de Michael Moorcock, finalmente publicada em Portugal – previsto para Março – após quantos anos? Trinta?

E eu não digo absolutamente nada de novo.

Bem, e tudo isto a propósito de imagine-se… mais uma jovem autora cuja primeira obra de fantasia teve um retumbante sucesso na França e já se encontra traduzido em várias línguas. A autora, Flávia Bujor de origem romena, escreveu com 13 anos (!) A Profecia das Pedras publicado agora pelas Edições Asa.

Bujor

[i]A história gira em torno de três adolescentes, Jade, Âmbar e Opala, que, no dia em que completam 14 anos, descobrem que foram adoptadas. Sem nunca antes se terem conhecido, o eco de uma antiga profecia leva-as a abandonarem as respectivas famílias e a encontrarem-se para, juntas, cumprirem a missão que lhes estava destinada num reino longínquo. A única arma de que cada uma dispõe é uma pedra mágica correspondente ao seu nome. Iniciam assim uma longa viagem até Oonagh, o misterioso oráculo que se tornará o seu guia no combate que terão de travar contra as forças do Mal. [/i]

Flávia Bujor vive em Paris e encontra-se de momento a trabalhar no seu segundo volume.

Read Full Post »

O Olho do Golem

Jonathan Stroud afirmou-se como uma referência na literatura fantástica após a publicação do primeiro volume da Trilogia Bartimaeus, O Amuleto de Samarcanda, que, para além de se ter tornado um bestseller, recebeu também uma menção honrosa nos Boston Globe-Horn Book Awards for Excellence in Children’s Literature de 2004 e aguarda ainda a estreia de uma versão cinematográfica.

A Presença publica agora O Olho de Golem (The Golem’s Eye, 2004). Dois anos passaram desde os últimos acontecimentos. Nathaniel tem agora catorze anos e é adjunto do Ministro da Administração Interna. O seu dever é desmantelar a Resistência, uma organização de comuns que quer derrubar o poder dos magos. Mas quando um ataque-surpresa de um golem é atribuído erradamente a este grupo, Nathaniel vê-se obrigado a pedir ajuda a Bartimaeus, ainda que com relutância. Entretanto, um jovem membro da Resistência, Kitty Jones, planeia roubar o túmulo sagrado do grande mago Gladstone. É então que, numa noite, os destinos de Nathaniel, Bartimaeus e Kitty se encontram sob os desígnios de algo bem mais poderoso… Alternando a focalização da acção entre Nathaniel e Kitty e com alguns capítulos contados na primeira pessoa por Bartimaeus – que confere a sua nota de sarcasmo e de humor irreverente à sempre crescente tensão – este novo volume guia-nos até Praga, faz-nos perseguir um esqueleto pelas ruas de Londres, testemunhar actos ousado e penetrar no mundo sórdido do governo dos magos. A Trilogia Bartimaeus continua a encantar com a sua mistura de fantasia, mitologia e história, ao mesmo tempo que Stroud desafia as definições convencionais de bem e mal com a sua galeria de personagens intrigantes.

Menção especial para a capa de Samuel Santos.

(Editorial Presença, Colecção Via Láctea, ISBN: 9722333038)

Read Full Post »

Enquanto não é publicado o seu mais recente livro de contos, Trevas Fantásticas, o escritor e desenhador David Soares lança em versão weblog a primeira parte de um exaustivo ensaio sobre o género literário do Horror.

Conhecendo a qualidade ensaística do autor, patente no excelente Sobre BD cuja leitura aconselho vivamente, este será mais um marco da produção nacional sobre o Fantástico. Aproveitem então para ler e fornecer feedback ao David. Talvez vejam, na versão final a ser publicada em livro, o resultado das vossas contribuições.

Read Full Post »

Japão em Portugal

O Japão, há muito uma das principais referências no mapa da criação fantástica, entra em força no mercado português com duas iniciativas distintas que prometem uma maior divulgação e acesso a Manga (BD) e anime (cinema de animação) japonesas.

É inaugurada este sábado à tarde, pela Kingpin of Comics em Lisboa, a primeira loja dedicada a Manga e animação japonesa. Uma excelente notícia para os fans de arte nipónica que têm assim a possibilidade de aceder, entre outros, a títulos como Nausicaa Valley of the Wind ou Samurai X.

http://jornal.publico.pt/2005/01/15/MilFolhas/TLLIV07.html

A complementar esta notícia, a Devir aposta também no mercado asiático ao publicar a sua primeira Manga, Dark Angel de Kia Asamiya.
dark angel

Uma mistura de elementos fantásticos e mitológicos, Dark Angel conta a história de um jovem aprendiz que se vê forçado a tomar o lugar do seu mestre e a tornar-se no Fantasma Sagrado da Fénix Escarlate. Face a este novo estatuto, entra num conjunto de peripécias e “incidentes diplomáticos” que são apenas o início do seu percurso para ser considerado como um igual entre os fantasmas. Uma obra que promete cativar os leitores para o mundo da Manga.

Read Full Post »

Older Posts »